terça-feira, março 08, 2005


Quando vou ao cinema, reparo na reacção das pessoas. Durante a exibição deste filme, ouvi algumas gargalhadas (poucas), conversas paralelas e até um idiota que resolveu falar ao telefone. No final do filme, o silêncio tomou conta da sala, um silêncio quase fúnebre, certamente um silêncio de introspecção, de reflexão. As pessoas abandonaram a sala ordeiramente e ninguém ousou quebrar o silêncio que tomou conta daquele espaço...

5 comentários:

  1. n curto a trança dela, parece a lara croft do tomb raider
    n curti o facto de ela ser pobre... é estranho curti finalmente perceber o que era o boxe e definitivamente reiterar a minha opinião ( agora fundamentada) de porque n consigo ver boxe (aparte do facto de n perceber nada) sim, axei o filme solitário o clint tb muito solitário, ele tem imensas rugas(q idade terá? 70?) nela curti ter comprado o saco rápido e o personagem mais genial.. o cromo que queria ser campeão do mundo de pesos médios e o o preto adoro os papéis dele. o facto de ser o narrador... o homem que quer paz e sossego, muito pensador... muito na sua. mas sempre assertivo. curti o nome do filme mas n posso deixar de dizer que fiquei triste com o final.. eu sei que é realista e bla bla bla.. preferia qlq coisa mais brilhante contra a ursa azul... um golpe de génio e gostava de a ver triunfar e tlv depois ver a sua carreira acabada cedo demais.

    ResponderEliminar
  2. malta, se eu quiser saber a história do filme, ou mesmo só a sinopse, não é difícil.consigo facilmente... tipo...

    ResponderEliminar
  3. "e o o preto adoro os papéis dele." por Batabranka...man agradeço-te em nome de todos que ainda não viram o filme!

    ResponderEliminar
  4. quando vou ver um filme, gosto de ir às cegas, apesar de ser um risco. saber o mínimo possível sobre o argumento, para poder disfrutar o desenlace da história...

    vão ver que a informação exposta provavelmente faz parte do "trailer" do film e como tal não irá interferir na vossa descoberta...

    ResponderEliminar
  5. companheiro (Rotaract) n tava a falar para ti...tava-me a dirigir ao jovem que começou a descrever as personagens!

    ResponderEliminar