sexta-feira, outubro 19, 2012

O novo dos GYBE está ao nível dos anteriores. A Mladic é a Albanian, certo? Mas esta para mim é o ponto alto:

4 comentários:

  1. por acaso acho que lhes falta alguma criatividade neste álbum. acho que meteram la cenas sem sentido só para continuar a fazer músicas de 20min. Depois de ouvires este album, experimenta ouvir a Storm ou a Motherfucker=Redeemer e vais perceber a diferença.
    sim, a Mladic é uma Albanian bastante modificada.

    ResponderEliminar
  2. :) tenho para mim que os gybe só tocam o divino nos concertos ao vivo. é aí que o som da banda atinge proporções absolutamente apocalípticas! sim, estive no gig do sá da bandeira many moons ago e ainda me recordo de ter saído de lá em perfeito êxtase! :)) o tempo, esse, não volta atrás... ainda assim, gostava muito de os rever desta feita no clube duro! malta, quem tenciona ir? acusem-se e encontra-mo-nos por lá para celebrar convenientemente o fim do mundo! :)

    ResponderEliminar
  3. Kovas, eu vou!

    Percebo o que disseste da falta de criatividade no sentido em que este disco poderia ter saído há 10 anos atrás. Ainda assim, não deixa de ser óptimo. Especialmente a We drift...

    ResponderEliminar
  4. f*d*-se c*r*lho c*na p*ta! não deu para ir... estou em lixboa desde domingo à noite... de certa forma, tentei compensar com o jogo do grande fcp a f*der o estoril num estádio patético repleto de lampiões encapuçados! ;) como foi o gig, maricas? grande @braço, ó gay! :))

    ResponderEliminar