segunda-feira, setembro 22, 2014

In tha Box, bitches!


5 comentários:

  1. está em mp3...só uma musica (13) está em m4a pq foi sacada à parte!


    Tracklist:

    04:48 | 01. minipops 67 [120.2][source field mix]
    10:31 | 02. XMAS_EVET10 [120][thanaton3 mix]
    05:04 | 03. produk 29 [101]
    04:29 | 04. 4 bit 9d api+e+6 [126.26]
    03:11 | 05. 180db_ [130]
    06:00 | 06. CIRCLONT6A [141.98][syrobonkus mix]
    00:59 | 07. fz pseudotimestretch+e+3 [138.85]
    07:21 | 08. CIRCLONT14 [152.97][shrymoming mix]
    06:33 | 09. syro u473t8+e [141.98][piezoluminescence mix]
    04:19 | 10. PAPAT4 [155][pineal mix]
    06:02 | 11. s950tx16wasr10 [163.97][earth portal mix]
    05:22 | 12. aisatsana [102]

    07:19 | 13. MARCHROMT30A edit 2b 96 [104.98] * -> iTunes DL link: http://www40.zippyshare.com/v/70157184/file.html
    ??:?? | 14. SYROBONKUS [???] **

    * Japan Bonus Track
    ** Debossed track printed on the packaging of the limited edition vinyl release.

    Temo sde arranjar a 14 ainda!
    Abraços

    ResponderEliminar
  2. disco do ano ou desilusão do ano? após primeira audição a coisa promete! ;)

    ResponderEliminar
  3. “syro is basically pastoral acid house”
    lol, foi a descrição de alguem na net mas acho que acaba por descrever em parte este album!
    não sendo um grande fã do meu homónimo curto a espaços trabalhos dele!
    “quanto ao album, após algumas audições, reconheço grande qualidade, é sólido, mas infelizmente não sinto os toques de genialidade ou arrepio na espinha! Gosto bastante das primeiras faixas, mas lá para o meio perco-me um bocado num vazio de sinestesias. Um misto de Autechre e squarepusher??? Adoro os andamentos de piano que ele usa em algumas musicas e dos vocals em geral, e posso estar a precipitar-me, mas nenhuma musica me enche as medidas! Vou continuar a ouvir com atenção. Desilusão do ano? Não é certamente, mas espero que não seja o melhor do ano, não porque já ouvi algo melhor este ano, mas porque gostava de ficar mais deslumbrado ainda!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. trosyd, ganda maluco! :)) em geral, estou de acordo com a análise que fazes do "syro". na verdase, o disco resulta algo decepcionante... na linha do "drukqs", também este peca por ser pouco consistente, demasiado longo e, porque não dizê-lo, chato! :D há bons momentos, sem dúvida mas... espera-se sempre mais do richard d. james. ao contrário de ti, sou grande fã do gajo; é um dos mais talentosos, e inventivos músicos de sempre, o género deve-lhe muito; é figura incontornável e verdadeiro case study para gerações futuras! discos como "analogue bubblebath"; "i care because you do"; "richard d. james album"; "come to daddy ep"; "selected ambient ambient works i & ii" são discos absolutamente imprescindíveis em qualquer discografia que se preze! :)) grande @braço, rapaz!

      Eliminar
  4. Concordo em parte com ambos... em termos de álbum achei consistente...em certas partes sim, roça a monotonia. Em termos de composição e arranjos está ao nível dele, ele sabe mexer nas suas máquinas como ninguém. É um álbum para se ouvir de headphones, para mim neste caso é mesmo obrigatório! A parte da desilusão acho que está com ser de quem é e com as expectativas que a malta que o curte tem (myself included). Tb acho que é um álbum que cresce à medida que se ouve...mas não vai revolucionar o mundo!

    "pastoral acid house" é uma definição do caral*o! :)

    ResponderEliminar